26/08/2021

16h às 19h

COLÓQUIO

A Atualidade das Diretrizes Curriculares para o Ensino de História, Cultura Africana e Afro-Brasileira

Clique aqui para assistir o Colóquio.

Clique aqui para baixar o material de apoio.

 

 

O Colóquio A Atualidade das Diretrizes Curriculares para o Ensino de História, Cultura Africana e Afro-Brasileira ocorre no ano em que a Lei 10.639/03, que incluiu no currículo oficial da rede de ensino a obrigatoriedade da temática “História e Cultura Afro-Brasileira", completa 18 anos.

Ao alcançar a maioridade, celebramos as inúmeras conquistas que foram alcançadas desde sua instituição. Ao mesmo tempo, refletimos criticamente o muito que ainda falta fazer para que sua implementação seja plena, reconhecendo que esse é um trabalho que envolve a sociedade como um todo.

 

Acreditamos que em seus princípios filosóficos estas diretrizes curriculares oferecem as bases filosóficas e pedagógicas aptas a referenciar os sistemas de ensino, os estabelecimentos, educadoras e educadores em suas práticas e ações cotidianas orientadas para a desrracialização do currículo e enfrentamento e superação do racismo. Bem como para a formação de estudantes aptos para a convivência em diversidade, democrática em respeito aos valores humanos e de cidadão que os habilite com qualidade para a cidadania e futuro ingresso no mundo do trabalho.

A luta antirracista exige aprendizagens entre os diferentes grupos étnico-raciais, e, como indicam as diretrizes, "trocas de conhecimentos, quebra de desconfianças e projeto conjunto para construção de uma sociedade justa, diversa e equânime."

 

Antonio Carlos "Billy" Malachias e Petronilha Beatriz Gonçalves 

Curadores

 

​​​​​

Participantes

Antonio Carlos "Billy" Malachias Possui graduação e pós-graduação em Geografia pela Universidade de São Paulo, onde é pesquisador do Núcleo de Apoio à Pesquisa e Estudos Interdisciplinares do Negro Brasileiro, o NEINB. Também atua no Núcleo de Pesquisa em Geografia e Redes de Conhecimento e Saberes Pró-Meridionais da Universidade Federal de Pernambuco, e no Centro de Estudos Periféricos do Instituto das Cidades, na UNIFESP. É professor da Fundação Poli Saber e Consultor do MEC/SECAD para a coordenação e elaboração do Plano Nacional de Implementação das Diretrizes Curriculares Nacionais para Educação das Relações Étnico-Raciais e para o Ensino de História e Cultura Afrobrasileira e Africana. Desde 2009, assessora Secretarias Estaduais e Municipais de Educação nas áreas de formação continuada e currículo.

Petronilha Beatriz Gonçalves Professora Emérita da Universidade Federal de São Carlos. Relatora do Parecer CNE/CP 3/2004, que estabeleceu diretrizes curriculares nacionais para educação das relações étnico-raciais e para o ensino de história e cultura afro- brasileira e africana.

Rachel de Oliveira Mestre em Educação pela PUC/SP, doutora em Educação pela UFScar e militante do Movimento Negro Unificado (MNU).

​​​