30/11 e 01/12/2020

 

9h às 12h

ENCONTRO IV

Arquitetura e Inovação nos Espaços de Aprendizagem

  • Evento virtual e gratuito, com transmissão pelo canal da Cátedra de Educação Básica no YouTube.

  • Não é preciso fazer inscrição.

  • Para receber certificado de participação, será preciso preencher um formulário enviado durante a transmissão. Este formulário valerá como lista de presença. Os certificados serão enviados somente aos que preencherem o formulário.

O ENCONTRO

Com o intuito de debater a arquitetura dos espaços de aprendizagem, a Cátedra de Educação Básica receberá três convidados para seu quarto "Encontro": David Cavallo, Gabriela Celani e Paulo Blikstein. Naomar de Almeida Filho, titular da Cátedra, também participará da discussão. Roseli de Deus Lopes, coordenadora geral da Cátedra, foi a responsável pela concepção do Encontro e mediará o debate [leia mais sobre os participantes ao final desta página].

Os participantes vão debater, em uma conversa fluida e com participação do público, quais as relações entre a arquitetura e as práticas inovadoras na aprendizagem e como ela pode contribuir para uma melhor relação entre professores e estudantes. Com trajetórias diversas e passagens por instituições nacionais e internacionais, eles tratarão do tema considerando tanto o cenário brasileiro quanto as práticas adotadas em outros países.

 

 

O encontro será dividido em duas partes — dias 30 de novembro e 1º de dezembro, ambos das 9h às 12h.
Material de apoio
Confira o material enviado pelos participantes para leitura e análise.
Os participantes

- Roseli de Deus Lopes (Coordenadora)

Engenheira, é professora da Escola Politécnica (Poli) da USP e coordenadora geral da Cátedra. Atualmente, é vice-diretora do Institutos de Estudos Avançados (IEA-USP), onde a Cátedra está sediada. Também é coordenadora da Febrace (Feira Brasileira de Ciências e Engenharia), que ajudou a conceber e viabilizar. A feira estimula a formação de jovens cientistas ao promover uma mostra de projetos desenvolvidos por estudantes da Educação Básica.

Integrante da diretoria da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Roseli é coordenadora de programas da USP ligados à iniciação científica e tecnológica. Na Poli, é pesquisadora do Laboratório de Sistemas Integráveis (LSI), onde coordena pesquisas em tecnologias com ênfase em aplicações para saúde, educação e inclusão. Ela já foi diretora do projeto Estação Ciência, da USP, e coordenadora acadêmica do programa “A USP e as Profissões”.

- David Cavallo (Palestrante)

Educador, David Cavallo dedica-se a entender como a computação e os meios digitais podem beneficiar o aprendizado em escolas e comunidades. Para ele, o uso criativo e construtivo das tecnologias computacionais potencializa as oportunidades de aprendizagem.

 

Cavallo ajudou a implantar a Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), onde, além de professor, contribuiu na formação em métodos ativos no ensino superior e a montar os cursos interdisciplinares em tecnologia e computação. Foi pesquisador no MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) e um dos organizadores do projeto internacional OLPC (One Laptop Per Child). Atualmente, coordena o projeto Hands-Heads-Hearts: Machines Making Machines (H3M3), adotado em escolas da cidade de Boston.

- Gabriela Celani (Palestrante)

É graduada em Arquitetura e Urbanismo e mestre em Estruturas Espaciais Urbanas pela FAU USP, e doutora em Design and Computation pelo MIT. Desde 2004 trabalha em regime de dedicação integral na Unicamp, onde é professora do curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo e dos programas de pós-graduação stricto e lato sensu. Em 2006 fundou o Laboratório de Automação e Prototipagem para Arquitetura e Construção (LAPAC), no qual se dedica ao estudo de tecnologias de projeto e de fabricação digital aplicadas às diferentes escalas da arquitetura e urbanismo. Gabriela é também assessora da Reitoria da Unicamp e é vice-presidente da fundação internacional CAAD Futures.

- Naomar de Almeida Filho (Palestrante)

A carreira do epidemiologista Naomar de Almeida Filho está quase tão ligada à educação quanto à medicina. Autor de centenas de trabalhos acadêmicos e uma série de livros-texto sobre o método epidemiológico, no início dos anos 2000 ele assumiu a posição de gestor no ensino superior. Em 2002, tornou-se reitor da Universidade Federal da Bahia e, posteriormente, da do Sul da Bahia, a qual ajudou a implantar.Naomar tem passagem por diversas universidades do mundo, é Doctor of Science Honoris Causa na McGill University, no Canadá, e foi o primeiro titular da Cátedra Juan Cesar Garcia da Universidad de Guadalajara, México. No IEA, é professor visitante desde 2019.

- Paulo Blikstein (Palestrante)

É professor na Escola de Educação da Universidade de Columbia, com afiliação também no departamento de Ciência da Computação e no Data Science Institute. Ele pesquisa como as novas tecnologias podem transformar a aprendizagem da ciência, engenharia e matemática. Blikstein criou os primeiros FabLabs e Makerspaces educacionais do mundo, e foi pioneiro no campo da mineração de dados multimodais e de learning analytics. Ele também dirige o projeto FabLearn, que dissemina a educação maker em 22 países. Paulo tem vários projetos no Brasil, inclusive em Sobral, Ceará, em que está redesenhando o ensino de Ciências do município. Engenheiro pela Poli-USP, mestre pelo MIT Media Lab e doutor em Ciências da Aprendizagem pela Northwestern University, Blikstein recebeu o National Science Foundation Early Career Award e o AERA Jan Hawkins Early Career Award. Além de quase 280 publicações acadêmicas, Paulo tem duas patentes pelo desenvolvimento do Google Bloks, um kit de programação para crianças feito em parceria com a IDEO e o Google Creative Labs.

 

 

  • Facebook ícone social
  • YouTube
  • Instagram

©2020 por Cátedra de Educação Básica USP.