Cátedra Alfredo Bosi de Educação Básica

Escola de Inverno

escola de inverno capa site.jpeg

A Cátedra, em parceria com a Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação), lança a Escola de Inverno. A parceria vai oferecer, ao longo da última semana de julho, cursos para gestores e professores da educação básica.

As atividades ocorrem entre 25 e 30 de julho, com atividades diárias no período da tarde, das 15:00 às 17:30, e no período da noite, das 18h às 20h30. [confira as atividades abaixo].

As atividades são independentes, cabendo ao interessado escolher qual ou quais minicursos deseja assistir.

As atividades serão transmitidas pelo canal da Cátedra no Youtube.

Serão concedidos atestados de participação para cada minicurso. Os interessados deverão preencher um formulário enviado durante a transmissão. Leia nosso guia de orientações clicando aqui.

PROGRAMAÇÃO

25/07

15h - Minicurso - Formação Continuada, Mundo do Trabalho e Profissão Docente - Bernadete Gatti e Nilson Machado

O entrelaçamento das temáticas Formação Continuada, Mundo do Trabalho e Profissão Docente será explorado neste minicurso. A apresentação de um leque de pesquisas especialmente sugestivas relativas à formação continuada de docentes será acompanhada de uma reflexão sobre o cenário sociocultural mais amplo em que a educação escolar se situa, e os desafios de futuro, levando em conta os campos de conhecimento, a diversidades e as possíveis reconfigurações do trabalho e das formações para a docência. Segue uma reflexão/problematização sobre o significado da expressão “Mundo do Trabalho” hoje, bem como sobre os fundamentos e os desvios da ideia de Profissionalismo.

18h - Minicurso - Dilemas da Contemporaneidade e Transversalidade - Ana Paula Magalhães, Luís Carlos de Menezes e Maria Eliza Mattosinho

Os direitos da criança, como de conviver, brincar e se expressar, são na pré-escola independentes de circunstâncias e sua transversalidade natural se realiza em campos de experiência. No entanto, o letramento dos primeiros anos do ensino fundamental é um multiletramento pois é também matemático, social e científico e demanda, de quem alfabetiza, preparo para essa transversalidade, o que nem sempre acontece. 


Já nos últimos anos dessa etapa, a formação precisa ser a um só tempo transversal, contextual e contemporânea, exigindo articular áreas de conhecimento e contexto vivido. As questões ambientais e sanitárias envolvem ciências naturais e sociais; as questões econômicas e financeiras têm caráter matemático e geográfico; as questões políticas têm aspectos históricos e éticos.  E se o noticiário diário expõe enchentes, doenças, guerras, crimes e miséria, a escola deve problematizar com os adolescentes o que eles observam e vivem e precisa se preparar para isso. 

26/07

15h - Minicurso - O Lugar da Dádiva na Constituição do Ser Humano - Nilson Machado

Vivemos em uma sociedade em que o conhecimento se transformou no principal fator de produção. Em decorrência, palavras como economia, desemprego, mercado, estoques, inflação, investimento, entre outras, circulam amplamente nos espaços e tempos da educação. Para buscar um maior equilíbrio no diálogo entre os universos da economia e da educação, o presente minicurso articulará uma conversa na perspectiva dos educadores sobre pares temáticos como TRABALHO e ECONOMIA, CONHECIMENTO e DOCÊNCIA,  VIOLÊNCIA e PALAVRA, e, especialmente, entre as ideias de MERCADORIA e DÁDIVA. As questões norteadoras da exposição dialogada serão: A DÁDIVA NÃO MAIS EXISTE, OU ESTÁ EM TODA PARTE? QUAIS AS CONSEQUÊNCIAS DISSO PARA AS AÇÕES EDUCACIONAIS?

18h - Minicurso - Educação para Sustentabilidade: Diálogos Interdisciplinares - Fernanda Brando e Giselle Alves Martins

A fragmentação e descontextualização de currículos e atividades escolares mostram certa desarticulação com temas ambientais, comprometendo a educação de milhares de cidadãos a estarem preparados para lidar com as demandas de um desenvolvimento sustentável. Nesse sentido, a visão de uma educação cidadã interdisciplinar, na perspectiva da Agenda 2030 e dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) propostos pela ONU, traz a ideia de processos formativos participativos. A Educação para a Sustentabilidade se torna pertinente por tratar de questões ambientais, socioculturais, políticas, econômicas e científicas de forma integrada, possibilitando a construção de consciência crítica, característica de urgente atenção para as sociedades atuais, inclusive em relação aos objetivos pedagógicos da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O objetivo do minicurso é mostrar as relações entre aspectos conceituais da Interdisciplinaridade, dos ODS, da Educação para Sustentabilidade e, em uma abordagem mais prática, experienciar um desafio apresentado no âmbito da realidade de gestores escolares para a abordagem dessas temáticas na escolaridade básica. 

Ministrantes:
Fernanda da Rocha Brando Fernandez: Licenciada em Ciências Biológicas; especialista em Gestão  Ambiental;  mestre  e  doutora  em  Educação  para  a Ciência,  professora  Livre  Docente  do  Departamento  de Biologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Realiza pesquisas voltadas à formação interdisciplinar de biólogos e educadores ambientais e à produção de material didático para espaços formais e não formais de ensino. Desenvolve  projetos de ensino, pesquisa e extensão em Educação Ambiental e Sustentabilidade. Coordena o Laboratório de  Epistemologia   e   Didática   da   Biologia   (LEDiB/USP).
E-mail: ferbrando@ffclrp.usp.br

Giselle Alves Martins: Licenciada e Bacharel em Ciências Biológicas, Licenciada em Pedagogia, Mestre e Doutora em Ciências. Pesquisadora colaboradora do Laboratório de Epistemologia e Didática  da  Biologia  (LEDiB/USP).    Atua  em  projetos  interdisciplinares  de  Educação  Ambiental  para  turmas  da Educação Infantil ao Fundamental II e em pesquisas nas áreas  de  Educação  para  Sustentabilidade,  Interdisciplinaridade,  Metodologia  ativas,  Construção  de  recursos didáticos e Espaços não formais de ensino.
E-mail: gisellealvesmartins@gmail.com

27/07

15h - Oficina - Tecnologias Emergentes e Métodos Ativos na Educação Básica - Daniel Puig, Leandro Yanaze, Jorge Franco

A Oficina procura trabalhar a importância de tecnologias emergentes para a educação básica, com a utilização de métodos ativos. Traz práticas e exemplos, assim como uma compilação de material útil a docentes de todas as modalidades e níveis de ensino. Através de provocações, discute o papel e dilemas da gestão frente a essas tecnologias e seu uso no cotidiano escolar.

18h - Minicurso - Juventudes, Trabalho e Práticas Sociais - Daniela Kovács, Felipe Caetano, Maria Inês Fini, Ricardo Henriques e Sandra Cavalcante 

O minicurso propõe destacar a participação juvenil nos projetos sociais voltados para a inclusão social, educacional e profissional. Reafirma-se a necessidade de dialogar com a comunidade não acadêmica e considerar a inclusão de jovens com deficiência, bem como desigualdades de gênero, raciais, culturais e sociais.


- Projeto Jovem do Futuro – Ricardo Henriques (Instituto Unibanco)
- Inclusão social e profissional do jovem com deficiência – Daniela Kovács (Tribunal Regional do Trabalho SP)
- Protagonismo e engajamento infantojuvenil na luta por direitos – Felipe Caetano (UNICEF Brasil)

- Novas ideias e abordagens para enfrentar a evasão: bolsa permanência - Maria Inês Fini (ANEBHI)

Curadoria e apresentação: Sandra Cavalcante (IEA/USP)

28/07

15h - Minicurso - Descolonizando a Gestão no Cotidiano Escolar - Bárbara Carine Pinheiro e Ivanilda Amado

O Minicurso “Descolonizando a Gestão Escolar” tem como finalidade problematizar a gestão escolar a partir de premissas pautadas na colonialidade enquanto uma categoria basilar organizacional dos espaços educacionais formais. Apresentaremos metodologias e estratégias institucionais de enfrentamento ao racismo na escola e implementação/implantação dos marcos legais da educação para as relações étnico-raciais, assim compartilharemos as experiências de gestão da escola Maria Felipa ( Salvador- Ba), primeira escola afro-brasileira do Brasil e navegaremos pelos Sistema de Gestão para a equidade racial, uma metodologia fomentada pelo Instituto Unibanco e implementada nos estados do Ceará e Espírito Santo.

Ministrantes:
Bárbara Carine Pinheiro (Pós-doutoranda - IEA/USP - professora da UFBA- idealizadora da Escola afro-brasileira Maria Felipa)
Fabíola Camilo Nascimento (Analista de Projetos Sociais e Educacionais - Instituto Unibanco)
Valquíria Santos Silva (Gerente de Educação do Campo, Indígena e Quilombola - Sedu - Espírito Santo)

Mediação: Ivanilda Amado Cardoso (Pós-doutoranda - IEA/USP - Analista Instituto Unibanco)
Curadoria: Bárbara Carine Pinheiro e Ivanilda Amado Cardoso

18h - Minicurso - Piaget para Professores da Educação Infantil - Lino de Macedo

Nosso objetivo é descrever características do desenvolvimento e da aprendizagem de crianças de creche e de pré-escola. Nos primeiros anos de vida, as transformações (físicas, neurológicas, emocionais, sociais e cognitivas) das crianças são muito expressivas e fundamentais para todo o desenvolvimento posterior. Assim, é importante que gestores e professores saibam destas características para proverem um ambiente social, psicológico e biológico favorável ao desenvolvimento e à aprendizagem delas, tal como se preconiza na BNCC - Educação Infantil. Em uma palavra, fazer isso significa prover o desenvolvimento integral de nossas crianças pequenas no contexto escolar. Melhor ao presente delas e ao seu futuro bem como ao futuro do mundo.

Clique aqui para baixar o artigo "Psicologia do Desenvolvimento e Educação Infantil", do Professor Lino de Macedo

Clique aqui para baixar o material de apoio do minicurso (PPT)

29/07

15h - Minicurso - Currículo e Diferenças: Experiências Exitosas - Fabiana Lima e Mille Fernandes

Minicurso que pretende discutir, de forma teórico-prática, a abertura do currículo da escola básica para aportes epistemológicos, cosmológicos, corporais, memorialísticos e pedagógicos que ampliam os legados do colonialismo, do racismo e do sexismo.  Para tanto, além de uma breve discussão teórico-metodológica sobre descolonização do currículo, colaboração intercultural e interseccionalidades, professoras e gestoras da educação básica trarão experiências exitosas acerca do trabalho com as diferenças étnico-raciais, sexuais e de gênero no cotidiano escolar.

Curadoria: Fabiana Lima e Mille Fernandes

Expositoras: Ângela Ramos, Fabiana Lima, Julia Moraes, Mara Evaristo, Marta Muniz Bento, Mille Fernandes, Rosane Pires Viana, Valéria Almeida

18h - Minicurso - Projetos de Estado-Nação-Educação em Disputa no Bicentenário da Independência do Brasil - André Luiz de Figueiredo Lázaro, Ione Celeste Jesus de Sousa, Márcia Aparecida Jacomini e Valter de Almeida Costa 

Restando poucos anos para o término da vigência do último Plano Nacional de Educação (decênio 2014/2024) e tendo o Brasil passado por importantes transformações políticas, sociais e econômicas desde que esse plano foi instituído pela Lei nº 13.005/2014, é possível identificar como tais mudanças no País impactaram nos desenhos das diferentes propostas para a educação brasileira? No meio ainda da turbulência que caracteriza o atual momento da história brasileira é possível distinguir os principais projetos educacionais e/ou curriculares que, estando em disputa, representam, por sua vez, distintos projetos de Estado e Nação? Como tais embates dialogam com as disputas já travadas desde o Manifesto dos Pioneiros de 1932 e posteriores divergências presentes na construção das Leis de Diretrizes e Bases da Educação?

Links sugeridos pela equipe docente

30/07

09h - Videoconferência de Encerramento da Escola de Inverno 

A Videoconferência de Encerramento terá a participação de representantes da Cátedra, da Undime e do Instituto de Estudos Avançados da USP. Haverá um balanço das atividades da Escola de Inverno com contribuições de pesquisadores e colaboradores que participaram como curadores ou mediadores.